Giga Mundo – Saúde

Sua fonte de informação sobre saúde na Internet!

Pneumocistose

A pneumocistose é uma enfermidade  de caráter infeccioso que se caracteriza por afetar o organismo dos seres humanos quando seu sistema imunológico encontra-se  com atuação reduzida com o ocorre nos casos em que sofreu algum tipo de transplante de órgãos  ou então em doenças como a AIDS, em que o sistema imunológico do individuo foi afetado pelo HIV, ou em pessoas que estão submetidas aos tratamentos  de quimioterapia ou radioterapia usados no combate aos tumores malignos,  e se encontram enfraquecidas em virtude desses procedimentos bastante invasivos no corpo humano. A transmissão é feita através da saliva do indivíduo infectado, e o agente patogênico é um fungo unicelular denominado Pneumocystis carinii.

Principias sintomas das Pneumocistose

De acordo com especialistas em doenças infectocontagiosas, a penumocistose quando contraída pelo indivíduo faz com que ele tenha inicialmente uma febre abrupta. Outros sintomas descritos pelos pacientes foram: perda de peso, sensação de fadiga ou cansaço constante, aceleração na respiração, dispneia, tosse sem secreção, entre outros.

Diagnóstico da Pneumocistose

Os profissionais da área médica relatam que os principais sintomas relatados pelo paciente que fazem com que o especialista suspeite tratar-se de um quadro clínico de pneumocistose são a febre e a tosse sem secreção. Alguns exames como, por exemplo, a radiografia do tórax que deve ser confirmado pelos sintomas através da detecção do agente patogênico causador da doença presente em material como escarro do doente. Além disso, sinais como hipoxemia ou gasometria arterial  e um aumento do DHL(Desidrogenase lática), também são indicadores que o indivíduo foi infectado.

Tratamento e prevenção da Pneumocistose

Os médicos infectologistas informam que para tratar o indivíduo infectado com pneumocistose é ideal o uso de fármacos que combatam os agentes patogênicos que causam a enfermidade, por um período de mais ou menos vinte dias dependendo do estado orgânico de cada paciente. Alguns medicamentos descritos pelos especialistas foram: o Trimetroprim-Sulfametoxazol, corticóides em alguns casos, clindamicina e pentamidina. Vale ressaltar que as medicações aqui relatadas servem somente para informação do leitor.

Toda e qualquer prescrição de fármacos deve ser feita  única exclusivamente por profissionais da área de medicina. Quanto  a prevenção da pneumocistose é indicada uma quimioprofilaxia  para todos os pacientes que já apresentaram  linfócitos abaixo de duzentas células por mm3 . É aconselhável que este procedimento seja mantido pelo menos ate que a contagem dessas células consiga ultrapassar duzentos mm3. Os especialistas utilizam esta profilaxia, pois se estima que cerca de sessenta por cento de indivíduos portadores do vírus HIV apresentam uma volta da doença nos doze primeiros meses, depois do primeiro sintoma da patologia.

Considerações finais

A pneumocistose é caracterizada por ser uma infecção que afeta principalmente indivíduos com sistema imunológico debilitado. Vale ressaltar que o tratamento descrito acima é de extrema importância para vida do paciente, que sem um acompanhamento adequado terá  como consequência seu organismo enfraquecido, levando-o a óbito.

Por Salete Dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

TopBack to Top