Giga Mundo – Saúde

Sua fonte de informação sobre saúde na Internet!

Deficiência intelectual

Ao longo de muitos anos o indivíduo portador de deficiência intelectual era frequentemente alvo de preconceitos por parte da maioria da população em geral, que desconhecia como um déficit cognitivo poderia comprometer o intelecto e comportamento dos seres humanos.

Muitas nomenclaturas foram utilizadas pelas pessoas leigas para designar essa condição, como por exemplo, era dito que o deficiente intelectual sofria de problemas mentais, numa clara alusão de que a doença mental era o mesmo que déficit intelectual. Esse foi, e talvez ainda seja um dos principais pensamentos errôneos das pessoas em relação aos portadores de atraso intelectual. Vejamos agora com mais profundidade como a deficiência intelectual pode ser definida.

Definição de deficiência intelectual

A deficiência intelectual não é um a doença ou algum tipo de patologia que possa ser transmitida de um ser humano para outro. Ela pode ser definida como uma condição permanente do indivíduo, na qual ele apresenta limitações no seu processo cognitivo, o que causaria comprometimento na execução de determinadas tarefas mais elaboradas do cérebro humano, ou ainda dificuldades de comportamento, dificultado em algum nível as relações interpessoais dessas pessoas.

A deficiência intelectual provoca uma demora maior no processo de aprendizagem de seu portador e as atividades como aprender a dar os primeiros passos, caminhar, pronunciar as primeiras palavras seria mais demorado no deficiente intelectual se comparado a pessoas com desenvolvimento cognitivo normal. É importante ressaltar que a deficiência intelectual não é o mesmo que doença mental. Enquanto na primeira têm-se u atraso intelectual, na segunda há um sofrimento mental causado por um distúrbio mental, como nos casos da esquizofrenia, depressão ou psicose que são enfermidades que podem ser tratadas com fármacos associados à psicoterapia.

Principais causas da deficiência intelectual

As causas da deficiência intelectual nunca foram completamente estabelecidas pela comunidade científica. Na verdade os pesquisadores concluíram que diversos fatores podem levar a um atraso intelectual no ser humano, entre eles:

Problemas genéticos: alguns cientistas concluíram que a alteração em determinados genes em pessoas com atraso intelectual que foram herdados dos seus genitores, teria uma relação direta com o déficit cognitivo apresentado. Um exemplo, dessa firmação seriam as pessoas portadoras de síndrome de Down cujo cromossoma 21 teve uma alteração em sua constituição básica, recebendo um cromossoma a mais, partindo daí a apresentar três ao invés de somente um par de cromossomas.

Complicações no momento do parto: muitas mulheres grávidas quando estão próximas a gerarem seus filhos, podem ter algum problema nesse momento, como por exemplo, um aporte de oxigênio insuficiente para o bebê o que poderia acarretar atraso em seu desenvolvimento cognitivo.

Algumas doenças ou exposição a substâncias tóxicas: algumas enfermidades viróticas, como a rubéola, por exemplo, durante o período de gestação da mulher pode vir a comprometer seriamente a parte intelectual dessa criança ao nascer. Além disso, existem algumas substâncias tóxicas como, por exemplo, chumbo ou mercúrio que podem também provocar atraso mental em criança expostas a esses elementos tóxicos.

Os especialistas ressaltam, no entanto, que alguns dos fatores supracitados, apesar de não provocarem a deficiência intelectual diretamente estão ligados aos fatores de riscos que podem desencadear essa condição.

Por Salete Dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

TopBack to Top