Giga Mundo – Saúde

Sua fonte de informação sobre saúde na Internet!

Giga Mundo – Saúde Distúrbios e Doenças Problemas de saúde mais comuns em bebês

Problemas de saúde mais comuns em bebês

A chegada do bebê, principalmente quando este é o primeiro, traz muitas preocupações para as mamães, pois sabemos da fragilidade que envolve o sistema imunológico de um bebê e da dificuldade em administrar fármacos durante o período inicial de vida da criança. Dessa forma, é comum a superlotação das urgências pediátricas, muitas vezes com problemas simples que poderiam ser resolvidos sem ajuda médica, entretanto preocupam muito as mães, principalmente aquelas de primeira viagem.

Neste artigo iremos abordar os problemas de saúde mais comuns em bebês e quais suas formas de tratamento.

Problemas respiratórios – os problemas respiratórios costumam incomodar o sono de muitos bebês, principalmente em determinadas épocas do ano. Entre esses problemas podemos destacar a gripe, o nariz entupido que causa dificuldades respiratórias, a bronquite alérgica e até mesmo a pneumonia. Esses problemas para um bebê podem ser bem sérios e causa irritação e choro na criança pela dificuldade respiratória. Para evitar esse tipo de problema é importante lavar sempre bem as mãos antes de pegar o bebê, mantê-lo sempre em local limpo e arejado além de evitar o contato com pessoas doentes.

Cólicas – as cólicas são sem dúvida uma grande preocupação para a mãe dos recém nascidos que choram compulsivamente por conta do problema. A imaturidade do sistema gastrointestinal do bebê no reconhecimento as proteínas desconhecidas do leite materno, causam esses desconfortos constantes na vida dos bebês. Não existem medidas efetivas que possam reduzir as cólicas, é necessário aguardar a maturação do sistema gastrointestinal do bebê, o que ocorre a partir dos três meses de vida. Em alguns casos o pediatra pode recomendar medicamentos para aliviar as cólicas e a própria mãe com o tempo passa a reconhecer posições e situações que melhoram as cólicas, como o banho, flexão de pernas, massagens na barriga, entre outras coisas.

Brotoejas – as brotoejas são problemas comuns em bebês que vivem em lugares muito quentes e no verão. As brotoejas tratam-se mais de um incômodo do que um problema de saúde real que necessite de tratamento médico. Portanto, para evitar as brotoejas é preciso secar bem o bebê principalmente as dobrinhas além de utilizar roupas frescas e folgadas. Existem alguns cremes, que o dermatologista pode indicar, que ajudam a amenizar o problema.

Hepatite B, catapora, caxumba, meningite, sarampo e tétano – essas doenças podem aparecer nos bebês e podem ser agravadas por conta do sistema imunológico prematuro do recém nascido. Entretanto, a boa notícia é que todas elas podem ser evitadas por meio da vacinação e por isso é muito importante manter o cartão de vacina da criança sempre atualizado. Algumas mães acreditam que quando a criança é vacinada ela adquire a doença, mas isso não é verdade. Vale ressaltar que a vacinação é segura e necessária ao bebê.

Considerações finais

O aleitamento materno é fundamental para evitar a maioria das doenças citadas acima entre outras. Quando o bebê consome fórmulas ou leite de vaca ao invés de leite humano, as complicações associadas ao primeiro ano de vida são maiores pois o bebê apresenta uma resistência ainda menor quando comparado aqueles que são amamentados ao seio. Portanto, o incentivo ao aleitamento materno exclusivo até os seis meses é fundamental para o bebê crescer forte, saudável e é claro longe das doenças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

TopBack to Top