Beterraba e seus nutrientes


A beterraba é uma raiz, da família das amarantáceas, existem várias espécies, sendo que as de coloração branca, são usadas na extração de açucares e a de coloração vermelha, usamos na alimentação.

Por ser uma raiz bem adocicada, rica em nutrientes, costuma ser bem aceita em saladas e até as crianças costumam beber sucos e comer a beterraba na alimentação sem reclamar. A beterraba é rica em açucares, principalmente sacarose, vitamina A, vitaminas do complexo B (B1, B2, B5) e vitamina C.

Também é rica em minerais como Potássio, Sódio, Fósforo, Cálcio, Zinco, Ferro e Manganês. Por ser rica em Ferro, é indicada para pessoas com deficiência de Ferro, com Anemia Ferropênica, como um complemento natural de medicação. A Beterraba também possui características antioxidante, e ajuda no combate a doenças infecciosas.

Como antioxidante, ela possui substâncias de proteção a pequenos vasos sanguíneos, como os dos olhos. A beterraba também possui Nitrato, que atua na redução da pressão arterial, deixando o sistema cardiovasculares mais saudáveis!

Quanto a concentrações de minerais, a ingestão de beterraba, ajuda a manter a quantidade de líquidos em nosso corpo equilibrados, função muito importante para a manutenção de tecidos musculares, nervosos e ósseos, também auxiliando nos desempenhos das atividades físicas.

Cabe ressaltar que a beterraba também tem função laxante, diurética e tônica. Ao adquirir a beterraba, procure as de tamanho médio, casca lisa e cor vibrante, coloque em sacos plásticos e ela ficará em geladeira para consumo em até 15 dias.

Lembrando que consumir essa raiz crua ( em saladas e sucos), obtemos todos os nutrientes já descritos acima e garantimos uma boa alimentação.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Como perder peso com saúde

Você quer perder peso com saúde? Quanto mais o tempo passa a sociedade fica sem saber como manter o corpo: são guloseimas, variadas massas, fast foods, além de “àquele churrasquinho na casa de algum conhecido ou festinhas cheias de comidas irresistíveis”, tudo isso faz com que engordemos “poucos quilinhos”. E aí vem uma dúvida: e então, como vou perder esses “quilinhos”?

A maioria das pessoas se preocupam, hoje em dia, em como irão manter seu peso atual ou diminuir seu peso mais sem diminuir a saúde. Pegar dietas elaboradas para outros indivíduos pode não ser a mesma que você precisa seguir no momento para diminuir seu peso com mais saúde. Vamos estabelecer algumas transformações nos costumes alimentares, na qual irá fazer muita diferença quando você for reduzir peso de jeito mais saudável.

Aí vão algumas maneiras de como você deve mudar a sua alimentação sem ficar complicado e que dê resultado.

É fundamental…

Realizar cinco a seis refeições diariamente: Café da manhã, almoço e jantar; interpolando com breves lanches. Faça intercalações de lanches entre as refeições, não esquecendo nenhuma. Cuidado para não comer lanches com alto nível calórico e pequena quantidade de nutrientes. Coma mais frutas entre as refeições, elas são mais saudáveis e possui os nutrientes necessários para a sua dieta.

Distribua os alimentos de maneira que você coma sem precisar ter fome e sem comer em excesso, é por isso que são cinco refeições.

Coloque os seguintes grupos da Pirâmide Alimentar feita em 1999 por Phillip na sua dieta alimentar: Leguminosas, óleo, açúcares, verduras, carnes, leites, frutas e cereais.

Sua dieta estará boa se você estiver levando em consideração o que foi dito antes, juntamente com os produtos da Pirâmide Alimentar. É importante não esquecer da quantidade de porções definidas, é bom serem respeitadas. Para não ocorrer carência ou excessos.

Amplie a quantidade de fibras que você está consumindo. Comer fibras pode auxiliar de duas maneiras: com o efeito de retardo na vontade de comer e no intestino normalizando ele.

Praticar caminhadas e educação física regularmente. Torne sua vida mais saudável fazendo exercícios físicos e dieta equilibrada, eles dois juntos só tem coisas boas, como a redução de peso e dá mais disposição para você fazer suas tarefas.

Lembrar que

  • Muitos acham que excluindo carboidratos da sua dieta alimentar irão reduzir o peso. Isso é certo, mas não se deve ficar sem ingerir os carboidratos já que eles tem a função de fonte de energia do corpo humano e na ausência deles o organismo ficará debilitado.
  • É essencial ingerir carboidrato durante as refeições, priorize os que são integrais: granola, arroz integral, cereais, etc.
  • Não podemos esquecer de moderar ou mesmo eliminar o consumo de certos alimentos, como os enlatados, embutidos e bebidas açucaradas;
  • O almoço deve contar com dois pratos. No primeiro prato, muita salada, tomate e outros alimentos de origem vegetal, no segundo prato, carnes, cereais e outros ingredientes;
  • Tenha bastante moderação no consumo de açúcar e evite alimentos preparados em óleo;
  • Pode-se ressaltar também que estas dicas são interessantes também para quem manter uma vida saudável, não somente para quem quer perder peso. E não podemos nos esquecer do papel do nutricionista, oferecendo-nos um acompanhamento individualizado que nos permite emagrecer com saúde.

Perder peso com saúde fica muito mais fácil quando você realmente sabe como fazê-lo!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Banana

A banana não é uma fruta nativa do Brasil, mas caiu no gosto brasileiro e os brasileiros adoram! E pode ser encontrada em qualquer época do ano e um preço bem baixo. Geralmente consumimos bastante banana em nossa dieta e é uma fruta tipicamente de clima tropical, além disso, tem um sabor muito agradável pois, é macia e doce.

A banana é uma fruta com grande valor nutritivo, pois é rica em vitaminas, minerais e fibras que auxiliam no bom funcionamento de nosso organismo e ainda previne doenças.

Vamos apresentar alguns nutrientes presentes na Banana

  • Vitamina A;
  • Vitamina C;
  • Vitamina B6;
  • Vitamina K;
  • Potássio;
  • Fibras alimentares.

A banana é uma grande fonte de minerais, vitaminas e outras substâncias benéficas ao nosso organismo.

Então, vamos apresentar alguns benefícios da banana

  • Rica em nutrientes que auxiliam no crescimento de bebês;
  • Transforma seus nutrientes em energia para o corpo;
  • Fonte de potássio;
  • Evita a insônia;
  • Combate a depressão;
  • Fornece energia para atletas;
  • Contribui para a perda de peso;
  • Evita a fraqueza.

O amido presente na banana libera energia durante atividades físicas e o potássio presente neste fruto também evita a retração dos músculos que é causada pela atividade física intensa. Além disso, a fonte de potássio presente nessa fruta previne a osteoporose através da redução da perda de cálcio e também contribui para o controle da pressão arterial.

Os benefícios oferecidos pela banana são desfrutados por muito brasileiros em nosso país, pois é um alimento muito consumido e deve permanecer dessa forma para uma vida saudável.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Doença de Chagas

A doença de chagas é uma infecção causada por um protozoário chamado Trypanosoma cruzi e é transmitida pelas fezes deste animal mais conhecido como barbeiro. O barbeiro vive em casas de pau a pique, embaixo de pedras e em tronco de arvores.

A outra forma que a doença de chagas é tansmitida é pela transfusão de sangue contaminado e também na gravidez quando a mãe passa dela para o filho. A doença também pode ser transmitida por alimentos contaminados pelo barbeiro.

Sintomas da doença

A doença não costuma apresentar sintomas especìficos em sua fase inicial chamada de fase aguda, o que pode ocorrer é febre após uma semana, inchaço no lugar da infecção e manchas pelo corpo como uma alergia. Em alguns casos pode-se constatar batimentos cardíacos autos.

Após a fase inicial da doença, a pessoa infectada pode permanecer muitos anos ou até mesmo o resto da vida sem apresentar nenhum tipo de sintoma. Na fase crônica da doença pode haver problemas relacionados ao coração como incapacidade de bombeamento, arritimias e pode ocorrer aumento dos orgãos.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico da doença é feito através da detecção da infecção trypanosoma cruzi no sangue e o benzonidazole é o medicamento usado na fase aguda da doença e deve ser prescrito e muito bem acompanhado pelo médico.

Já na fase crônica o tratamento é direcionado a amenização dos sintomas e os problemas que surgem no coração deve ser tratados para melhorar o funcionamento do mesmo.

Prevenção

A prevenção desta doença se dá pela extinção dos lugares que propiciam a vida do barbeiro, sempre tomando cuidado com a moradia, tronco de arvores e pedras.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Carboidratos

Os carboidratos englobam um grupo de alimentos que conferem energia para o indivíduo. Eles estão na pirâmide alimentar como os alimentos que mais devem ser consumidos pelas pessoas durante o dia. No entanto, mesmo sendo alimentos tão importantes devemos sempre ficar atentos quanto à qualidade desses alimentos.

Muitas pessoas têm o hábito de excluir os carboidratos da alimentação com o objetivo de emagrecer, no entanto isso não é correto já que os carboidratos são considerados elementos fundamentais de uma dieta que deseja manter o organismo saudável, além disso os carboidratos são a única fonte de energia que o cérebro utiliza para manter seu funcionamento.

O grupo dos carboidratos é constituído por cereais, bolos, pães, arroz, macarrão e diversos tipos de massas em geral.

Os carboidratos podem ser classificados em:

  • Carboidratos simples – Os simples são aqueles absorvidos mais rapidamente pelo organismo e que transmitem a ele uma energia instantânea devido a sua rápida absorção. São carboidratos formados por moléculas simples e são representados basicamente pelos açúcares, frutas e sucos de fruta. São carboidratos que elevam rapidamente os níveis de glicose no sangue. As frutas que são carboidratos simples são alimentos fundamentais em uma dieta saudável;
  • Carboidratos complexos – Os complexos são aqueles absorvidos de forma mais lenta e que portanto fornece energia ao organismo aos poucos. Eles são indicados em diversos tipos de atividades que exigem que a energia seja fornecida ao organismo de forma lenta e gradual. Os carboidratos integrais estão no grupo dos carboidratos complexos e atuam diretamente na manutenção da saúde, pois eles possuem fibras em sua constituição.

Os carboidratos complexos são pães, bolos, massas entre outros. Esse tipo de carboidrato eleva a glicose do sangue lentamente.

Os carboidratos são alimentos conhecidos por contribuírem para o ganho de peso, no entanto isso se deve ao excesso desse alimento na alimentação bem como aos tipos de carboidratos ingeridos. As pessoas que não gastam muito as energias através da prática de atividades físicas devem consumir menos carboidratos do que aquelas que praticam atividades e que portanto tem um maior gasto energético.

É importante lembrar que todas as pessoas devem manter uma alimentação bem variada, ou seja, que apresente diversos tipos de alimentos já que muitos nutrientes devem ser fornecidos ao organismo diariamente.

Além disso, a prática de atividades físicas é fundamental para que o indivíduo mantenha-se saudável e consiga evitar diversos tipos de doenças que estão associadas a uma alimentação ruim e ao sedentarismo.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Diarreia infantil

A diarreia infantil é uma patologia cada vez mais frequente no Brasil, ela é caracterizada pelas fezes com pouca consistência líquidas ou semi líquidas. A diarreia é uma doença que quando não tratada corretamente pode ocasionar a morte, principalmente em crianças que se encontram em seus dois primeiros anos de vida. No verão, a preocupação com esta doença aumenta mediante a elevada probabilidade de deterioração dos alimentos expostos ao calor intenso.

Causas da diarreia infantil

A diarreia em crianças pode ter diversas causas devido a sensibilidade do organismo dos pequenos; a principal destas causas é a diarreia provocada por vírus onde a criança sente muitas cólicas e mal estar, no entanto alergias alimentares, alguns antibióticos, as condições de higiene em que os alimentos são manipulados, a qualidade da água ingerida pela crianças, intoxicações alimentares entre outras doenças também podem ocasionar diarreia em crianças.

O tratamento da diarreia em frente aos sintomas é fundamental para resolução do problema e saúde da criança. As formas de prevenção também são muito importantes para combater o problema.

Tratamento e prevenção da diarreia infantil

A desidratação é o principal fator de risco da diarreia, caso a criança ainda estiver sendo amamentada é importante manter o hábito bem como oferecer soro caseiro a cada meia hora e outros líquidos como água de coco, sucos ( goiaba principalmente), chás, água bem como soluções que reidratam o organismo. Além da hidratação, é muito importante que a criança alimente-se para recuperação do organismo, principalmente com os alimentos que favorecem a consistência das fezes (arroz, canja de galinha, goiaba, banana, biscoitos salgados , verduras). Em caso da persistência da diarreia mesmo com a manutenção da hidratação e alimentação, recomenda-se a procura urgente por um serviço de saúde para que um melhor tratamento para a diarreia seja realizado.

Alguns cuidados de prevenção da diarreia infantil devem ser levados em consideração, é importante lavar bem todos os alimentos que serão consumidos pela criança bem como prepará-los de maneira higiênica sem que ofereça riscos para a mesma. A água consumida pela criança deve ser de boa qualidade, ela deve ser fervida ou filtrada; outra medida importante é verificar a qualidade e validade dos alimentos antes de oferecer aos pequenos principalmente no verão. Lembrando que, a amamentação exclusiva até os seis meses de idade é essencial na prevenção da diarreia infantil e de outras doenças.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Alimentos para ganhar massa muscular

As pessoas querem manter o corpo saudável e bem formado, por isso estão sempre fazendo dietas e atividades que proporcionam esses objetivos. Algumas desejam apenas emagrece, porém há aquelas que querem um corpo mais definido e forte. Para isso, é importante seguir uma dieta balanceada e praticar atividades físicas. Existem diversos alimentos que auxiliam no desenvolvimento muscular, no entanto é fundamental buscar orientação de um nutricionista e de um profissional dos esportes.

Tipo de alimentos que aumentam a massa muscular:

Existem diversos alimentos que ajudam no crescimento da massa muscular e proporcionam uma vida mais saudável. Dentre esses alimentos, destacam-se:

• Carboidratos: Os carboidratos oferecem energia para o corpo e devem ser consumidos de forma moderada, pois o excesso pode causar acumulo de gordura no organismo. Os carboidratos são encontrados nas massas, no arroz, nos bolos e nos pães.

• Proteínas: Os alimentos ricos em proteínas são os mais importantes para uma dieta de aumento muscular, pois eles contribuem para construção e reparação da musculatura. As proteínas devem ser ingeridas diariamente para que o corpo possa se desenvolver adequadamente. Os alimentos que possuem proteínas são as carnes vermelhas, leite, ovos, etc.

• Gorduras boas: As gorduras saudáveis podem ser consumidas todos os dias, pois isso ajuda no desenvolvimento muscular, além de contribuir para uma qualidade de vida mais apropriada, no entanto, essas gorduras são muito calóricas, por isso, seu consumo deve ser moderado. As gorduras boas são encontradas no azeite, peixes ricos em ômega 3, castanhas, abacate e etc.

• Vitaminas: As vitaminas são essenciais para uma saúde humana e podem melhora a aparência física. As vitaminas são encontradas nas verduras, nos legumes e nas frutas. Além das vitaminas, alguns desses alimentos são ricos em fibras que ajudam, também, no bom funcionamento intestinal.

• Líquidos: Os líquidos são fundamentais para a vida das pessoas, por isso, beba muita água e sucos naturais todos os dias para manter o corpo hidratado e a saúde mais adequada.

Por Danielle Pereira

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Alimentação na gravidez

A mulher durante a gravidez tem seu corpo modificado, necessitando de mais proteínas e vitaminas para que a gestação seja a melhor possível e o feto possa se desenvolver com saúde e adequadamente. Sendo assim, é fundamental manter certos cuidados e passa a realizar regimes alimentares mais apropriados para que as necessidades da mulher e da criança possam ser supridas. O hábito alimentar deve ser modificado de acordo com indicação médica para que a vida da mãe e do filho seja plena. Dessa forma, é importante analisar os tipos de alimentos mais adequados para a gestante.

Alimentos que ajudam durante a gravidez:

Os alimentos são aliados na prevenção de doenças que podem aparecer durante a gravidez. Além disso, contribuem para uma saúde mais adequada, protegendo a mulher e o bebê. Por isso, abaixo segue uma lista de alimentos recomendados para as gestantes.

• Cereais e carboidratos: Os cereais e os carboidratos fornecem calorias e preservam as gorduras e proteínas essenciais para o desenvolvimento da criança, controlando também o colesterol, a triglicérides, o açúcar no sangue e o funcionamento do intestino.

• Verduras, frutas e legumes: São ricos em vitaminas que mantêm o corpo da mulher saudável e a criança protegida, auxiliando na formação do colágeno.

• Leite e seus derivados: Possuem cálcio que ajuda na formação muscular e óssea da criança.

• Leguminosas: São fontes de ferro, fibras e proteínas que contribuem para o desenvolvimento do bebê e para a saúde da mulher.

• Carnes: As carnes possuem ferro e minerais que evitam o surgimento de anemias.

• Ovo: O ovo também é um alimento rico em proteína que ajuda na saúde da mulher durante toda a gestação.

• Água: A água é essencial para manter o corpo da mãe e do filho.

Benefícios de uma alimentação adequada:

Essa dieta proporciona uma vida mais saudável para a gestante e no bom desenvolvimento da criança até no momento do parto e na recuperação de ambos.

Por Danielle Pereira

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Anemia

Anemia é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde como a condição em que o conteúdo de hemoglobina no sangue está muito baixo como resultado da carência de ferro ou outro nutriente essencial, seja qual for a causa dessa deficiência. É uma anomalia que se define pela diminuição da concentração de hemoglobina dentro das hemácias, pela subtração de hemácias no sangue.

Causas da anemia

  • Hemorragias crônicas
  • Sangramentos menstruais
  • Úlceras pépticas
  • Ausência de produção de células vermelhas
  • Elevada destruição das células vermelhas

Sintomas da Anemia

A anemia não apresenta sintomas específicos, ela pode ser percebida no indivíduo através da sensação de fraqueza e cansaço. Nos casos mais graves pode ser percebido também falta de ar, coração acelerado e palidez.

Um exame de sangue pode diagnosticar a doença,dependendo do caso o médico pode solicitar um diagnóstico diferenciado para investigar a causa da anemia.

Fatores de risco para a anemia

  • Dietas pobre em ferro
  • Infecções prolongadas
  • Perda intensa de sangue mediante cirurgias ou menstruação desregulada
  • Problemas na absorção de ferro

Tratamento

O tratamento da anemia deve ser recomendado pelo médico e é importante frisar que nos casos de anemia por deficiência de ferro o médico deve prescrever o tratamento com suplementação de ferro. Nestes casos, a dieta por si só não possibilita a cura da doença.

A dieta é recomendada nos casos de prevenção da anemia, alimentos como carnes vermelhas, vegetais verdes escuros, feijão, lentilha são importantes na prevenção desta doença. Os alimentos ricos em vitamina C possibilitam uma maior absorção do ferro dos alimentos.

Na anemia ferropriva, o consumo de alimentos ricos em ferro é muito importante para a prevenção da anemia que pode ser causada pela ausência do ferro no organismo.

Caso você tenha alguma suspeita de anemia, procure imediatamente um médico, ele é o responsável por garantir um tratamento adequado para o problema.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Almoço saudável

Qual sua opção para um almoço saudável? Hoje vamos disponibilizar ingredientes para você formar o seu cardápio saudável com vários pratos que podem ser feitos ai na sua casa! Alimentos que fazem bem ao organismo e nosso corpo, com proteínas, carboidratos e minerais de qualidade.

Verduras e Legumes!

Esse é um grupo de alimentos que podem ser consumidos a vontade, porque além de possui baixas calorias, possuem fibras, minerais e vitaminas de alta qualidade fazendo então uma manutenção da saúde e ainda prevenindo doenças. Além disso, a ingestão de verduras e legumes evita a falta de nutrientes e as doenças que são provocadas por ela.

Feijão e arroz!

O feijão é uma leguminosa de alto valor nutricional, e muitos tipos de feijão estão espalhados pelo país. Além de seu valor nutritivo ele é bastante rico em proteína vegetal, fibras e vitaminas do complexo B. O feijão possui ferro e os aminoácidos que o feijão não tem podem ser encontrados no arroz que contem carboidratos saudáveis.

Peixe!

As proteínas, as grandes quantidades de minerais presentes nesse alimentos e claro, não poderia deixar de citar, o ômega-3 fazem do peixe um alimento de alto valor nutritivo e muito benéfico a saúde do ser humano. Além disso, o peixe reduz o colesterol no sangue, previne doenças e ainda atua no desenvolvimento do cérebro.

Goiaba!

A goiaba é uma fruta de alto valor nutritivo, muito rica em vitamina C e uma aliada no combate a infecções, além de fortalecer ossos e dentes e absorver melhor o ferro no nosso organismo.

Calorias do cardápio:

Feijão preto cozido: 1 concha pequena cheia = 44,85 kcal (65g)

Arroz integral cozido: 3 colheres de sopa cheias = 154,2 kcal (60g)

Peixe cozido: Filé médio = 117,6 kcal (120g)

Goiaba: Unidade pequena = 76 kcal (100g)

Verduras e legumes

Alface: 1 folha grande = 2,85 kcal (15g)

Tomate: 1 fatia média = 3,60 kcal (15g)

Cenoura crua: 1 colher de sopa cheia ralada = 5,4 kcal (12g)

Esse prato, com 404,5 Kcal é uma boa opção de cardápio saudável, claro que pode ser incrementado com mais legumes e verduras.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS