Giga Mundo – Saúde

Sua fonte de informação sobre saúde na Internet!

Silicose

Silicose

Ainda pouco conhecida da maioria da população a silicose é uma enfermidade que está relacionada com o tipo de atividade profissional que o indivíduo exerce, ou seja é uma  doença ocupacional que afeta os pulmões da pessoa de maneira progressiva e que até o presente momento ainda não existe cura. Vejamos como a silicose pode afetar os indivíduos em seu local de trabalho..

Organização Mundial de Saúde e a silicose

A silicose é uma enfermidade que causa graves problemas de saúde no trabalhador que é exposto sem proteção  à poeira sílica ou partículas de dióxido de silício, sendo que as formas desse mineral que causam mais prejuízos ao organismo humano são a tridimita, a cristobalita e o quartzo.

Quando o individuo inala essa poeira que esta presente na grande maioria das industrias de construção,de mineração, fábrica de vidros, metais e abrasivos ou pedras, seu pulmão é afetado de maneira crônica e progressiva sendo que essa enfermidade pode se manisfestar somente depois de oito anos depois da inalação dessa material , que segundo alguns especialistas é uma substância que pode causar tumores cancerígenos nos seres humanos.

Em virtude da gravidade do problema a OMS (Organização Mundial de Saúde) em conjunto com organizações internacionais que visam ao bem-estar do trabalhador lançaram um programa cujo objetivo era tentar erradicar essa enfermidade.

Causas da silicose

A silicose é originada quando o indivíduo em seu local  de trabalho ingere poeiras com partículas de um mineral chamado sílica cristalina que apresenta aspectos fibrogênicos e quando são aspiradas pelo individuo acaba causando lesões permanentes nos pulmões da pessoa.

Quanto maior o tempo que essa pessoa fica exposta a essa poeira inalando sílica maior prejuízo terá sua saúde com a formação de nódulos que formam massas densas nos pulmões e que apresenta como resultado a perda do volume desse orgão, ocasionando um problema chamado pulmão restritivo que é quando esse  orgão não consegue se expandir durante o processo respiratório de maneira adequada evoluindo então, para uma enfermidade obstrutiva em virtude de um enfisema então formado.

Manifestações clínicas da silicose

Segundo especialistas as manifestações clinicas da silicose pode ser classificada basicamente em : Forma Crônica – Considerada a amis frequente entre os indivíduos afetados se caracteriza quando o trabalhador  é exposto por longos períodos a quantidades baixas de poeira de silicila. Em virtude dessa exposição pequenos nodulos nos pulmões são formados, que com a evolução da silicose podem formar estruturas densas maiores ocasionando dispnéia.

O segundo tipo conhecido como silicose subaguda que normalmente aparece após cinco anos de exposição ao mineral se caracteriza por apresentar sintomas de dificuldades respiratórias bem limitantes e  com evolução mais rápida para o tipo mais raro da doença que é a foma aguda. Esse tipo de silicose se caracteriza quando o trabalhador é exposto a grandes exposições de sílica livre em períodos de meses ou naos. Nesse caso há o aparecimento de uma grave dispneia que pode causar a morte do indivíduo em virtude de insuficiência respiratória.

Cabe as autoridades de saúde fiscalizarem sempre os locais de trabalho onde possam haver possíveis  contaminações com sílica e assim preservar muitas vidas humanas.

Por Salete Dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TopBack to Top