Giga Mundo – Saúde

Sua fonte de informação sobre saúde na Internet!

Cárie

A cárie é uma doença relativamente comum que ataca os dentes. Ela ocorre quando há o acúmulo de placa bacteriana, unida a dieta rica em açúcares, além de uma higiene bucal malfeita ou deficiente. Com esses três fatores, ocorre a formação de ácidos que provocam a desmineralização dos dentes. Assim, as bactérias se instalam e provocam a cárie.

Conceito

O processo de fermentação provocado pelas bactérias produz ácidos que atacam os dentes. A doença se instala provocando lentamente a destruição do dente e causa a formação de cavidades (buracos) no dente afetado. É uma doença infecciosa, cujas bactérias causadoras podem ser transmitidas pelo beijo na boca da pessoa que tem a cárie (em outras palavras, se a pessoa receptora estiver suscetível, pode desenvolver a cárie também).

Existem quatro tipos de cáries:

  • Cáries de fissura e depressão;
  • Cáries lisas;
  • Cárie na raiz;
  • Cáries profundas na dentina (tecido que forma o dente)

Sintomas

Dores nos dentes ao beber um líquido muito quente ou muito gelado. Pode haver, em alguns casos, também dores nas bochechas. Surgem, nos dentes atacados, manchas marrons. Caso não seja tratada, a cárie pode avançar até a dentina, causando a inflamação do local, levando a uma dor intensa e abscessos dentários.

Diagnóstico

O diagnóstico da cárie deve ser realizado por um dentista. E quanto mais rápido, melhor, para que as lesões causadas nos dentes afetados não evoluam.

As cáries podem ser diagnosticadas como:

Agudas

Desenvolvem-se rapidamente e comprometem a polpa do dente. É mais comum nas crianças e em adultos jovens. Nesse estágio, a cárie torna o tecido do dente muito vulnerável aos ácidos. O paciente sente muita dor no local.

Crônicas

São as cáries que já evoluíram. Geralmente apresentam a cor marrom. Nesse estágio, não há tanta dor como na cárie aguda.

Lembrando que cada tipo de cárie exige um tratamento diferente.

Prevenção

Para não ter cáries, o mais importante é que a pessoa tenha uma boa higiene bucal. Escovar os dentes, pelo menos três vezes ao dia é essencial, com um creme dental que contenha flúor. Usar o fio dental é outra prática que deve ser constante, especialmente antes de dormir. O fio dental retira os resquícios de comida que ficam entre os dentes, locais onde a escova não consegue alcançar.

Evitar o consumo de determinados alimentos que atacam os dentes também é uma boa pedida. Os refrigerantes e alimentos ricos em açúcar são os vilões dos dentes. Quando você fizer o consumo destes alimentos, faça a escovação depois de 15 minutos, para que o creme dental não acentue o ataque aos dentes juntamente com o refrigerante.

Vá ao dentista pelo menos de 6 em 6 meses. Assim, o profissional tem condições de diagnosticar e tratar a cárie ainda no começo.

Tratamento

A cárie deve ser tratada o mais rápido possível, para que não haja o crescimento da cavidade (buraco) causada no dente afetado. O dentista remove no consultório o tecido dentário atacado pela cárie e faz o preenchimento do local com resina ou amálgama de prata. Caso o dente doente não seja tratado a tempo, ele pode ser perdido.

Por Danielle Batista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

TopBack to Top