Dicas para crianças comerem melhor

Uma reclamação constante de pais em geral é que as crianças não querem comer. Muitas das vezes enquanto bebê, a criança apresentava um comportamento alimentar melhor e costumava aceitar bem os alimentos, no entanto algumas crianças mesmo que comam bem durante a primeira infância pode apresentar problemas para se alimentar durante a pré escola. Na maioria dos casos as crianças preferem as bobagens aos alimentos mais saudáveis, o que acaba por preocupar muito os pais. Para aqueles pais mais preocupados, este artigo irá tratar sobre dicas para crianças comerem melhor. São dicas simples mas que podem ser bem eficazes e amenizar o problema.

Primeiramente é importante lembrar que essa característica é comum em muitas crianças, logo que saem do primeiro ano de vida, muitas coisas novas são apresentadas à criança e até mesmo o fato de começaram a andar e a alcançar objetos sozinhas  contribuem para que a comida fique um pouco de lado. Isso não quer dizer que todas as crianças passam por isso, no entanto a maioria delas vivem uma fase em que não dão importância para os alimentos. Muitos pais usam algumas técnicas para fazer com que os filhos comam melhor, mas mesmo assim acaba as vezes por não conseguir bons resultados.

Dicas para as crianças comerem melhor

  • Horários – É muito importante que a rotina da criança seja elaborada com base nos horários da sua alimentação. O horário de acordar para realizar o café da manhã, lanches, almoço e janta deve ser estipulado e seguido pelos responsáveis pela criança. Além de fazer com que ela aprenda a se alimentar nos horários corretos, isso ajuda a evitar que a criança coma menos ou mais do que deveria. O horário estabelecido das refeições ajuda a manter o ritmo do organismo da criança.
  • A família é importante – A família tem muita influência no estilo da alimentação da criança. Desde o tipo dos alimentos escolhidos até mesmo aos horários estabelecidos para as refeições. Não adianta querer que a criança mantenha uma alimentação saudável quando os pais não fazem o mesmo, muitos hábitos da vida dos pais costumam ser copiados pelos filhos, os pais servem como um espelho e portanto devem ter consciência dessa grande  responsabilidade.
  • Recompensas – As recompensas ainda são muito comuns na alimentação infantil, é frequente a troca da alimentação por passeios, presentes, doces entre outras coisas. No entanto, especialistas alertam que essa prática não deve ser encorajada entre os pais. É importante que a criança tenha um certo entendimento sobre a importância de se alimentar sem precisar receber nada em troca.
  • Criatividade – A criatividade é fundamental na alimentação infantil, alimentos coloridos ou em formatos diferentes costumam atrair os pequenos. Uma queixa frequente entre os pais é a resistência em comer frutas e verduras, para auxiliar o consumo desses alimentos a criatividade pode ser uma excelente aliada. Outra dica que pode ser levada em consideração, é que os pratos criativos podem ser elaborados com ajuda da criança, essa atitude além de incentivar que a criança se alimente, fortalece o aprendizado e faz com que a criança se sinta útil.
  • Local – A criança deve ser incentivada a comer na mesa com os pais, o hábito de comer em frente a TV, computador ou brincando deve ser extinto. É importante que a criança sente-se a mesa para comer.
  • Lanches – Entre as principais refeições (café da manhã, almoço, jantar), deve ser oferecidos pequenos lanches. Esses lanches ajudam a criança não comer demais na próxima refeição, além de manter o metabolismo ativo. No entanto, algumas crianças não aceitam o almoço ou o jantar por conta dos lanches que fazem nos intervalos das refeições. Nesses casos a dica é reduzir o volume dos lanches para que a criança possa dá preferência às grandes refeições que são mais importantes. O valor nutricional dos lanches deve ser levado em consideração, vale lembrar que os lanches são importantes para que as metas de vitaminas e minerais necessários os bom funcionamento do organismo sejam alcançados. Dessa forma, é essencial oferecer frutas, sanduíches naturais, iogurtes entre outros alimentos que sejam fonte de vitaminas e minerais.
É importante lembrar que o nutricionista é o profissional responsável por orientar a alimentação correta para as crianças. Essas dicas para as crianças comerem melhor são generalizadas, para que o indivíduo possa conseguir uma avaliação do estado nutricional do seu filho e até mesmo uma dieta saudável para ser seguida vale a pena procurar um profissional. Ressalta-se que esse problema é muito comum em crianças, no entanto é um problema que pode e deve ser corrigido para que a criança obtenha um crescimento e vida saudável.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Email
Print