Carência de plano de saúde

Nos planos de saúde a carência é o tempo estabelecido em contrato, entre a contratação do plano até a sua efetiva utilização pelo cliente.

E, neste período, o segurado faz o pagamento das mensalidades sem poder aproveitar os serviços contratados. Os prazos de carência estabelecidos na lei são de:

  • 24 horas para qualquer urgência ou emergência;
  • 30 dias para as consultas e exames de rotina;
  • 300 dias para a realização de partos;

A carência para a realização de parto é fixa. Então a mulher que contratar o plano de saúde terá de esperar pelo menos 10 meses para fazer o procedimento.

Por isso o ideal é que a mulher entre no plano pelo menos dois meses antes de engravidar para ter o direito de fazer a operação pelo plano de saúde. No último caso, se já estiver grávida, a mulher pode tentar fazer uma negociação com a operadora do plano de saúde para que haja a cobertura das consultas e exames do pré-natal e seja feito pelo menos o parcelamento do parto.

  • 24 meses para a cobertura de doenças ou lesões já pré-existentes antes da contratação de planos.

As doenças pré-existentes são aquelas que já foram detectadas antes da contratação do plano como, por exemplo, o diabetes. Então o segurado só poderá fazer cirurgias relacionadas à sua doença depois deste período de carência.

  • 180 dias para as demais situações;

Mas você deve ter atenção na escolha de seu plano, pois algumas operadoras de planos de saúde oferecem carências menores para os novos clientes, para atrair os mesmos. Por isso, sempre pesquise antes de escolher o plano de saúde.

Para as pessoas idosas, existem algumas operadoras com planos voltados para a prevenção de doenças e vacinas para esse público. Já para os funcionários que foram recentemente contratados em empresas que tem planos de saúde não existe nenhum tipo de carência, até mesmo para o parto.

Para os clientes que estão trocando de plano de saúde, as operadoras possuem um programa de redução de carência. Neste caso, as carências ficam distribuídas da seguinte forma: 24h para as urgências e emergências e 30 dias para quaisquer outras situações, com exceção do parto e das doenças pré-existentes.

A ANS (Agência Nacional de Saúde) divulgou recentemente uma resolução que torna mais fácil a migração de usuários dos planos de saúde anteriores a 1999 para os novos.Esta resolução permite que os clientes troquem de plano sem precisar cumprir a carência.

Os planos novos são regidos pelos procedimentos estabelecidos pela ANS, com um reajuste anual definido pela mesma e não podem receber aumentos pela faixa etária depois dos 60 anos, com exceção dos ajustes referentes à inflação. Esta resolução também é válida para os planos odontológicos.

E então, alguma dúvida sobre a carência de plano de saúde?

Por Danielle Batista

Se você gostou deste artigo, então que tal...

Medial Saúde

O que é plano de saúde?

Corretor de planos de saúde

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Email
Print