Alimentos redutores do colesterol

Talvez você tenha realizado seus exames de rotina e percebeu que seus níveis de colesterol apresentam-se um tanto quanto altos. Sim, é verdade, é bem provável que alguns de seus pratos favoritos não mais poderão ser consumidos – ou pelo menos terão que ser mais moderados – desde que muitos deles podem apresentar “gorduras ruins”. Mas sempre há alguns alimentos saudáveis que são também bons alimentos redutores do colesterol, como veremos a seguir!

Comecemos então por aquele que não é tão apreciado assim por todos, o alho A maior parte dos tipos de pratos – principalmente aqueles servidos no almoço e no jantar – podem receber alho como um ingrediente adicional. E talvez você esteja se perguntando por que alho é tão importante, bem, ele ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim, o colesterol LDL. E não se trata de senso comum: pesquisas científicas têm apontado e comprovado isso. Entretanto, os resultados provenientes do consumo em curto prazo não são muito duradouros, o que significa que você precisa incluí-lo em sua dieta como um novo ingrediente por muito tempo. E se possível, lembre-se que a melhor forma de consumir o alho é cru, ok?

A seguir, o próximo item de nossa lista é o salmão, um peixe muito popular. Muitos não o vêem com bons olhos, uma vez que é conhecido que ele é rico em gordura, mas é importante salientar que ele não é rico em “gordura ruim”. Além disso, ele apresenta altas concentrações de niacina, uma substância que contribui bastante para aumentar os níveis de colesterol HDL, considerado o colesterol bom. Ele é considerado um bom colesterol porque ajuda a transportar as gorduras (incluindo aqui o colesterol ruim) pelo corpo, de forma que ajuda a reduzir os níveis de colesterol ruim.

E o próximo item de nossa lista é uma bebida, consumida por muitos, mesmo sem se conhecer os seus benefícios (claro, quando consumida de forma moderada) para o nosso corpo: o vinho tinto. Quem deseja aumentar os níveis do bom colesterol e, assim, reduzir os níveis do colesterol ruim, encontrará no vinho tinto um importante aliado. Mas as pesquisas ainda não são conclusivas quanto aos benefícios quando consumido em um longo intervalo de tempo, entretanto já são conhecidos seus benefícios no consumo a curto prazo.

E você pode até não acreditar, mas até o chocolate faz parte desta lista. Todos consideram o chocolate sempre como sendo um vilão, uma vez que pode contribuir com o aumento do peso e, assim, com o desenvolvimento de uma vida menos saudável. O que muitos esquecem, entretanto, é que para toda regra sempre (ou quase sempre) há uma exceção, e aqui a exceção é o chocolate amargo. Chocolate amargo é conhecido por conter altas concentrações de flavonoides, responsáveis por auxiliar na redução dos níveis de colesterol LDL. E se isso só não basta, saiba que ele também contribui com a redução dos riscos de doenças cardíacas. Em outras palavras, dê adeus a outros tipos de chocolate e doces e diga olá ao chocolate amargo – mas lembre-se que ele ainda precisa ser consumido de forma moderada.

Pequenas mudanças em uma dieta pode levar a grandes resultados, quando realizadas de forma gradual e consistente. Sendo assim, incorpore estas sugestões ao seu cardápio e é bem provável que, ao longo do tempo, alcance sua meta de reduzir os níveis de colesterol!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Email
Print