Alcoolismo na adolescência

Considerado atualmente como um dos maiores problemas entre os adolescentes, o alcoolismo vem atingindo os jovens que começam a beber cada vez mais cedo, embutidos do sentimento que de que necessitam da bebida alcoólica para se divertirem.

O alcoolismo na adolescência hoje em dia já é considerado um problema a nível mundial, que traz grandes conflitos familiares além de prejudicar a saúde física e mental de milhões de adolescentes.

Por que os adolescentes estão bebendo mais

Existem várias hipóteses que explicam o porquê dos adolescentes estarem bebendo cada vez mais, chegando ao ponto de ficarem alcoólatras. A primeira delas seria o fato da própria sociedade moderna incentivar o consumo de bebidas alcoólicas em ambientes onde há reuniões de pessoas para alguma festa ou comemoração.

A ideia que permeia a todos os indivíduos que fazem parte de um grupo social é que consumir bebidas alcoólicas em determinadas ocasiões como celebrações, por exemplo, é algo totalmente normal e aceitável.

Porém talvez o risco do jovem se transformar em um alcoólatra venha desse tipo de comportamento. De acordo com pesquisadores, é possível que haja fatores genéticos que induzam ao consumo exagerado do álcool, além, claro dos fatores emocionais que já foram comprovados como deflagradores do alcoolismo nos seres humanos.

Existe nos jovens de todas as classes sociais um sentimento de onipotência, que é próprio do período da adolescência, e também há a pressão do grupo social do qual ele faz parte. Além disso, apesar da proibição, as bebidas alcoólicas são vendidas livremente aos jovens de qualquer faixa etária.

Outro fator muito importante é a importância dos responsáveis em toda essa situação, uma vez que a imposição de limites é fundamental no processo educativo para que o indivíduo se torne uma pessoa responsável e ciente de seus deveres e direitos.

Prevenção do alcoolismo na adolescência

Para prevenir que o adolescente que consome bebidas alcoólicas com frequência se torne um alcoólatra é necessário que haja uma participação ativa de seus responsáveis.

O primeiro passo é que os pais não incentivem seus filhos a beberem em festas, e que eles próprios deem o exemplo, não ficando embriagados na frente dos filhos em reuniões festivas.

Outra medida de extrema importância é uma maior fiscalização por parte dos órgãos competentes para que haja um limite de vendas de bebidas alcoólicas para adultos, e uma fiscalização eficiente para que os jovens não possam comprá-las sob nenhuma hipótese.

Porém, quando infelizmente o adolescente já passou por todas as fases preventivas, mas mesmo assim se tornou um alcoólatra o acompanhamento de profissionais da área médica, psicológica e psiquiátrica será fundamental para a sua reintegração ao meio social.

Segundo especialistas, o consumo de bebida alcoólica na juventude aumenta muito a chance dele vir a se tornar um alcoólatra, portanto a prevenção, a informação e a educação é a melhor forma de lidar com esse problema que afeta não somente os jovens, mas todos os seus familiares, e a sociedade da qual ele faz parte.

Por Salete Dias

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Email
Print