Abacate no combate ao colesterol ruim

Provavelmente você já ouviu falar no colesterol e o imagina como um grande vilão para o corpo humano, mas esta pode ser uma imagem equivocada do mesmo. O colesterol possui também um papel importante em nosso organismo, participando da formação das membranas celulares bem como da síntese de certos hormônios. Entretanto, é preciso atentar-se que há dois tipos de colesterol, um que apresenta muito mais benefícios ao nosso organismo e outro que pode causar os males tão discutidos ao nosso organismo.

Para aqueles que talvez não saibam, parte do colesterol existente em nosso corpo é produzido internamente, pelo nosso fígado. Outra parte é obtida por meio dos alimentos. Dois são os tipos de colesterol, o HDL, ou lipoproteína de alta densidade, conhecido por trazer inúmeros benefícios para nós, e o LDL, ou lipoproteína de baixa densidade, geralmente conhecido por seus possíveis malefícios, uma vez que o mesmo pode acumular-se nas paredes dos vasos sanguíneos, formando placas que podem dificultar o fluxo, provocando assim problemas cardiovasculares. É, portanto, o LDL conhecido como colesterol ruim.

Algo importante a se observar é o fato de que o colesterol bom, o HDL, pode ajudar no combate ao colesterol ruim, de tal forma que é recomendado o consumo de alimentos que sejam ricos no mesmo. E o abacate apresenta bons índices de HDL, sendo portanto interessante o seu consumo por quem deseja reduzir os níveis de colesterol ruim.

Muitos acabam por considerar o abacate como uma “fruta ruim”, por apresentar bastante gordura, acreditando assim que o mesmo pode causar o aumento do peso, mas as gorduras presentes no abacate são monoinsaturadas, interessantes para o nosso organismo (há, por exemplo, vitaminas lipossolúveis, isto é, solúveis somente em gordura, de tal forma que índices muito baixos de gordura por levar a uma não correta absorção das mesmas). Outra coisa interessante é que o consumo do abacate provoca a sensação de saciedade.

Vale lembrar também que o consumo de abacate também contribui para desacelerar o processo de transformação de carboidratos em açucares, reduzindo assim os níveis sanguíneos de glicose. Desta forma, o abacate também pode apresentar algum benefício no controle do diabetes (claro, seu consumo não substitui a importância do acompanhamento médico, bem como da utilização dos medicamentos prescritos!), além do combate ao colesterol ruim.

Bem, você agora sabe muito mais sobre o abacate e como o mesmo pode ajudá-lo no combate ao colesterol ruim, fica a seu cargo utilizar-se desta informação para o seu benefício!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Email
Print